CONHEÇA AS NOSSAS SOLUÇÕES

Embalagem Viridian Plenus Zinco

Viridian Plenus Zinco

Plenus Zinco é um formulado contendo macronutrientes (N, P e K) e micronutrientes (B, Mo, Mn e Zn) que visa complementar a nutrição da planta, proporcionando melhor equilíbrio e maior atividade metabólica.

Informações Técnicas

O fornecimento de N (Nitrogênio) reduz a redistribuição entre os órgãos velhos e jovens, minimizando a cloroses e mantendo maior atividade fotossintética, garantindo o aporte de energia e carbono para seu desenvolvimento equilibrado.

O P (Fósforo) compõe os fosfolipídeos de membrana, importantes para a integridade e para os processos de absorção pelas células, além de estar diretamente ligado ao metabolismo energético das plantas. 

O K (Potássio) é importante para tolerância a estresses bióticos e abióticos, para regulação do potencial de água das células, síntese de proteínas, açúcares e ácidos nucléicos, transporte e acúmulo de fotoassimilados dos órgãos fonte para os drenos.

O B (Boro) é necessário para a transformação da glicose produzida em sacarose que é o principal açúcar de transporte nas plantas. Para que isso aconteça, o B (Boro) forma um complexo BORATO-AÇÚCAR aumentando sua solubilidade e velocidade de transporte através do floema, conferindo assim maior quantidade de reservas para ser acumuladas nos órgãos reprodutivos.

O Mo (Molibdênio) está ligado à ativação da redutase do nitrato, necessária para a transformação do nitrato em nitrito, que é etapa do metabolismo de transformação do N-mineral em N-orgânico. Compõe a enzima NITROGENASE fundamental para a FBN (Fixação Biológica nitrogênica).

O suprimento de Mn (Manganês) resulta em menor oxidação das moléculas de clorofila em decorrência da produção de espécies reativas de oxigênio ocasionada por problemas na transformação da energia radiante em energia química (ATP). Há também maior produção de lignina e fitoalexinas que conferem maior tolerância ao ataque de pragas e doenças.

O Zn (Zinco) é essencial para síntese de triptofano, precursor da auxina que é importante para a formação das paredes celulares, além de ser necessário para a ativação de enzimas ligadas à síntese de proteínas e compostos fenólicos.

Garantias

N%

P2O5%

K2O%

B%

Mn%

Mo%

Zn%

d

14

6

4

0,1

1

0,05

5

1,36

Recomendações

Soja: 2,0 a 2,5 L/ha, conforme avaliação técnica, em V3/V4 e V6.

Milho: 2,0 a 2,5 L/ha, conforme avaliação técnica, em V4/V8.

Trigo: 2,0 a 2,5 L/ha, conforme avaliação técnica, no início do Perfilhamento.

Citrus: 6,0L/ha, em pré e pós florada.

Feijão: 2,0 a 2,5 L/ha, conforme avaliação técnica, em V3/ V4 e V6.

Mandioca: 5,0 L/ha, conforme avaliação técnica.

Cana: 5,0 L/ha, conforme avaliação técnica, em fase vegetativa após fechamento do canavial.

Pastagem: 2,0 a 2,5 L/ha, conforme avaliação técnica.

Produtos relacionados